top of page

Israel PLAY, PRAY & WELL

Atualizado: 19 de mai. de 2023



Finalmente um sonho lindo realizado, há alguns anos planejamos esta viagem a Israel a qual acabamos de realizar


Confesso que me preparei muito para absorver ao máximo cada detalhe deste incrível pais, com seus mais de 4.000 anos de história, gastronomia, cultura, geo política e claro sua pluralidade religiosa que em muitos momentos históricos se misturam.


Tinha total consciência que para a viagem ficar ainda mais completa era mais que necessário, chegar em Israel com informações, que claramente se tornavam muitas perguntas e aguçaram a curiosidade e fez crescer a vontade de embarcar logo, foram vários filmes, alguns livros e duas importantes aulas para me colocar no contexto e embarcar.


Iniciamos nossa jornada Tel Aviv uma cidade na costa israelense do mar Mediterrâneo, jovem, cheia de energia que mistura o antigo e o moderno, é vibrante, com muitos jovens, praia sempre cheia de atividades, arquitetura e restaurantes com sabores deslumbrantes que mantem os sabores regionais com a fusão de chefs ousados


A história sempre presente nesta cidade de contraste na antiga cidade de Jaffa (conhecida como Old Jaffa), fundada há 3.000 anos, destoa da moderna e agitada Tel Aviv. Apesar de existir há 30 séculos, o que vimos em Jaffa são construções do período Otomano onde suas charmosas vielas e casas construídas em pedra abrigam-entre escavações e descobertas históricas-ateliês de artistas e designers e deliciosos restaurantes.

Aqui não podemos deixar de relatar a sua importância na tradição. Jaffa teria sido fundada por Jafé, filho de Noé. Além disso, a cidade teria sido, segundo os escritos bíblicos, palco da ressurreição de Tabita por Pedro na casa de Simão, visitamos em Old Jaffa a Igreja de São Pedro, a Casa de Simão e algumas descobertas arqueológicas na Praça Kedumim que vem desde do Egito antigo.


 

White City - Tel Aviv

Patrimônio Mundial da UNESCO de tirar o fôlego. Nas décadas de 1920 e 1930, um grande número de arquitetos judeus, mudou-se para Tel Aviv, na época queriam recriar a cultura dos cafés europeus mas no clima quente de Israel, integrando ao mesmo tempo o estilo arquitetônico modernista, criaram então uma nova linguagem arquitetônica, rica e diversificada, caracterizada pela sua assimetria, funcionalidade e simplicidade, traduzido por suas varandas, pilares, telhados planos se tornaram marcas registradas de Tel Aviv. O Bauhaus Center Tel Aviv é o centro da cidade para explorar, aprender e vivenciar este maravilhoso pedaço de cultura. Em um passeio a pé para White City de Bauhaus construído nas décadas de 1930 e 1940 é a melhor maneira de entender a arquitetura inigualável e a paisagem urbana de Tel Aviv.

 

Live Like a Local


Em uma experiencia imersiva para entender esta jovem e vibrante cidade mergulhamos no bairro de Florentin, para um Grafite Tour com um artista plástico especialista em arte urbana que nos guiou pelas ruas de Tel Aviv que são a verdadeira expressão das manifestações artísticas representadas através do grafite nas paredes do bairro, que praticamente dividi a cidade de Old Jaffa com a moderna Tel Aviv.

Foi incrível entender o significado de cada manifestação e toda a linguagem que por trás, acredito que através do olhar da street art, chegamos mais próximos da realidade vivida em cada local, suas fraquezas e suas riquezas retratadas de forma real.

Concluímos esta rica experiencia no ateliê do artista Alon Fruend para uma aula de grafite



 

Galiléia uma região especial para os cristãos




Seguimos para esta linda região a beira do Mar da Galileia que na verdade é um lago, Ao visitar a Terra Santa é sinônimo de conhecer de perto muitos dos lugares citados nas passagens bíblicas e histórias dos hebreus, romanos um verdadeira imersão a história da humanidade suas crenças, costumes e fé.

Passamos por algumas das principais cidades da Galileia do tempo de Jesus, a linda Nazaré e a histórica Carfanaum, já a caminho a Jerusalém.

Nazaré foi onde Maria e José viveram, e Jesus passou boa parte da sua infância e onde teve início a sua vida pública.

Cafarnaum, é reconhecida como a cidade de Jesus. Ali ele teria morado por muito tempo, realizado diversos milagres e pregado na sinagoga do século IV, mas que ainda conserva fundações do século I, do tempo de Jesus, realmente nos impressiona a riqueza de detalhes e a energia deste lugar, não importa sua crença, mas a história por si só nos coloca a pensar e refletir.


A cidade também é o provável lugar onde Jesus recrutou seus discípulos e outro ponto de interesse é a Casa de Pedro, onde Jesus teria morado por um tempo.

Impossível conhecer a Galileia e não se sentir bem próximo de Jesus e da Sagrada Família. Uma experiência de fé, de vida e com histórias para levar na bagagem durante toda a vida.


Jerusalém



Chegamos ao anoitecer em Jerusalém a capital do Estado de Israel, já com o coração apertado com muitas emoções vividas e ansiosa para o que esta por vir nesta cidade que consideramos um dos pontos alto desta viagem.


Considerada uma das cidades mais antigas do mundo e considerada sagrada pelas três principais religiões abraâmicas— judaísmo, cristianismo e islamismo e também alvo de inúmeras controvérsias políticas e religiosas.


Sempre no imaginário e no coração de todos nós, a chance de poder ver de pertinho (e tocar) lugares sobre os quais tanto ouvimos falar e lemos, mas é também um prato cheio para fãs de história.


Jerusalém, nos proporciona uma visita a história, cultura e fé de 4000 anos, a cidade realmente nos fascina ao manter suas raízes ao lado de muita modernidade e nos permite desfrutar de três culturas ao mesmo tempo: no souk muçulmano você sentirá os aromas e a agitação da Arábia, no bairro judeu você testemunhará as mais antigas tradições hebraicas principalmente junto ao Muro das Lamentações e nos muitos lugares sagrados você testemunhará a fé dos cristãos mais devotos. Para quem ama história como eu, eu uma deleite saber e se aprofundar em cada uma destas culturas e fé.

Caminhando pela Cidade Velha , é como caminhar por milhares de anos de história humana que é dividida em bairros, o bairro armênio, o bairro cristão, o bairro judeu e o bairro muçulmano, esses bairros de Jerusalém representam os diferentes grupos religiosos e étnicos que vivem na cidade murada há séculos, e cada bairro tem diferentes locais, restaurantes, arquitetura e história para explorar


Confesso é muito emocionante estar dentro de uma uma igreja e ao mesmo tempo ouvir a chamada para a oração pelas mesquitas, e ao mesmo tempo observar os judeus ortodoxos proferindo suas tradições , ai quando estamos ao meio de tudo isso entendemos um pouco o que é pluralidade e somos consumidos por energia e paz indescritível.


Vivenciamos esta pluralidade de cultura e crenças visitando seus principais pontos emblemáticos: o Monte das Oliveiras, Igreja da Visitação, Igreja da Ascensão, Igreja do Pai Nosso, Horto das Oliveiras (Getsêmani), Cenáculo, Santo Sepulcro o Muro do Ocidente (Muro das Lamentações) e o Domo da Rocha e, claro, as catorze estações da Via Dolorosa, aqui você realmente vive e entende sente a pluralidade deste pais.

A marcante história de Jerusalém é o seu maior atrativo e é possível senti-la e lembrá-la em cada ponto, através de suas contruções e de seu povo.



Jerusalem e seus sabores


Quer conhecer a essência de uma cidade, uma visita ao mercado faz todo diferencial e aqui em Jerusalem visitamos o famoso Mahane Yehuda, ou shuk em hebraico é uma das principais atrações de Jerusalem

Realizamos um passeio privativo com uma expert em sabores, aromas e claro muita cultura e foi sensacional conhecer a mistura, experienmentas frutas e sucos que traziam receitas medicinais dos antepassados, nos deliciamos nas castanhas e para tudo quando olhamos para as tâmaras enormes e suculentas alé de especiarias exóticas tivemos uma aula de como utiliza-las, nos rendeu algumas receitinhas. Foi sensacional entrar em uma lojinha onde o “tahini” era feito na hora, uma explosão de sabores.


Finalizamos em um almoço com pratos do dia a dia, confesso que ficamos apaixonados pelo homus, que sabor incrível!


Mas o charme mesmo esta muito além de seus produtos, é na interculturalidade que se respira em suas barracas mesclando judeus ortodoxos, palestinos, armênios, árabes, etíopes, dando origem a uma mistura muito característica de roupas e sotaques.

Simplesmente imperdível.


 

Após esta imersão em Jerusalem nossos pensamentos lotados de novos conhecimentos, muitos fatos históricos registrados e ainda com aquele sentimento de que o sonho de estar ali onde a história aconteceu, sim era verdade.

Muitos esclarecimentos, mas ainda muitas perguntas e dúvidas rondavam o meu pensamento.

Partimos para o deserto, já nos afastando da cidade, podemos observar na estrada que tudo vai ficando mais árido, porem esta aridez é quebrada pelas lindas tamareiras, você sabia que uma tamreira leva em média 70 anos para dar o primeiro fruto? Entào diz a lenda que você planta uma tamreira para sua próxima geração!

Além das plantações de tâmaras, somos surpreendidos pelo verdes campos dos Kibutiz

Antes de chagar ao nosso incrível e ultimo destino, passamos por Massada onde fica a Fortaleza de Herodes e claro não perderíamos por nada um mergulho no Mar Morto e um banho de lama para deixar nossa pele impecável.



Massada – Fortaleza de Herodes


Massada em hebraico significa fortaleza

A construção datada de 40 a.C., o rei Herodes o Grande decidiu construir uma fortaleza no deserto da Judeia e assim escapar de seus inimigos caso fosse atacado. Esta fortaleza foi estrategicamente construída em meio ao deserto da judeia e a 450 metros acima do nível do mar. Um desafio para aarquitetura e engenheiros da época, que foram desafiados a desenvolver mecanismos para reter as águas da chuvas, então construíram dezenas de cisternas para garantir o abastecimento de agua no uso diário e as requintadas salas de banhos encontradas, lembarando que as chuvas são escassas no deserto.além de criar métodos de armazenamento de alimentos.

O sitio arqueológico nos remete a uma viagem ao tempo e nos intriga com o tamanho e a riqueza de detalhes da fortaleza, Herodes realmente era visionário e ao mesmo tempo excêntrico em suas construções.

Do alto da fortaleza uma vista maravilhosa do deserto da Judéia.


 

As melhores coisas vêm para aqueles que esperam e esperam ... chegamos ao indescritível, mas prometo que vou tentar descrever cada pedacinho deste paraiso e passar para vocês cada experiencia vivida aqui.



A maneira mais inspiradora para chegar ao Six Senses Shaharut é dirigindo por uma paisagem atemporal rica em história. Esta viagem curta, porém, única através do coração do Vale do Arava mostra a incrível diversidade da paisagem de Israel e um dos lugares geologicamente mais dramáticos do planeta.

A nossa viagem de carro Jerusalém levou cerca de três horas já na chegada somos delicadamente recepcionados por um Six Senses GEM (Guest Experience Maker) , sim ele nos atenderá para compartilhar ideias sobre a região e a vida local.

Um destino remoto e surpreendente, o Six Senses Shaharut tem a vantagem óbvia de ter toda a privacidade no local. O objetivo de finalizar a nossa passagem por Israel aqui neste lugar é nos conectar com equilíbrio a natureza e seus elementos, para podermos relaxar, absorver toda a história, cultura que acabamos de absorver por onde andamos, confesso que não paramos de nos questionar com a riqueza de tudo que acabamos de vivenciar e clar desfrutar da tradicional hospitalidade do deserto e da rica história Nabateia.

Nos surpreende sempre a entrega e todo o cuidado e atenção ecologicamente conscientes.


A beleza natural e paz do deserto é de tirar o fôlego, uma exclusiva aventura no deserto verdadeiramente autêntica

Nosso anfitrião nos contou das mais incríveis e experiências possíveis oferecidas, como as visitas imersivas no Kibutz a sessões de observação de estrelas, caminhadas de camelo pelo luminoso deserto de Negev ou lutuando no Mar Morto, o objetivo é sair enriquecido e reconectado.

Seguindo um conceito de exclusividade o Six Senses Shaharut, oferece apenas 60 maravilhosas suítes e vilas espalhadas pela extensa paisagem do deserto, em uma primeira passada de olhar a paisagem se confunde tornado a construção parte do deserto, sem agredir e tudo pensado em nos acolher a esta paisagem que estamos apaixonados, Um dos maiores ativos é o espaço abundante,essencial para atender aos mais altos padrões.


A reinterpretação moderna das estruturas nômades é altamente memorável, deixando uma impressão duradoura. É uma reminiscência da comunidade Nabateu que ocupou a área há mais de 2.000 anos e apresenta uma arquitetura que se mistura perfeitamente com o ambiente do deserto. O design interior inspira-se em padrões e texturas que revestem a antiga Rota do Incenso, que se estendia do Mediterrâneo através do Levante até a Índia e além. No interior, os móveis e acessórios foram obtidos de artesãos locais para complementar as formações rochosas únicas e usar pedra natural, madeira e cobre. As portas internas são feitas de teca recuperada, resgatada de barcos, casas e passarelas abandonadas. Com mais de 200 anos, cada peça tem seu próprio segredo para contar.


Momentos únicos na vida

o Earth Lab mostra a abordagem do resort para a sustentabilidade e a economia circular de cada local, Um anfiteatro ao ar livre nos convida e um experiencia única para observas as estrelas e constelações, nós aproveitamos o melhor SUNSET já vivido, as cores do deserto se reluzem.

O SixSenses Spa oferece seis salas de tratamento, uma variedade de programas de bem-estar, realizamos uma aula de Singging Bowl que jamais imaginamos, a energia do lugar juntamente com uma profissional altamente capacitada nos remetou a um estado puro de relaxamento e conexão conosco mesmo..




Nossa tarde ficou por conta da piscina de borda infinita de água doce com vista para o deserto nos deliciando de um maravilhoso rose israelenses e claro sucos refrescantes.

Mas embora haja todos os motivos para permanece dentro do hotel durante toda a estadia, o cenário do deserto apresenta uma série de atividades exclusivas, desde passeios de camelo e acampamentos noturnos a esportes radicais, passeios de e-mountain bike, caminhadas, excursões de jipe e jantar de Shabat em uma comunidade próxima, atividades pensadas para termos uma verdadeira conexão com o povo, cultura e sabores da região.

Por falar na gastronomia ... claro que nos surpreendeu e muito.


Manter-se ativo em Israel é altamente recomendado, já que a engenhosidade agrícola do país, o clima mediterrâneo e a paisagem variada fornecem alimentos frescos que são tão saborosos que vale a pena a viagem. Muito pouco precisa ser importado e a maioria vem direto do jardim para a mesa.

As cozinhas do resort são inspiradas na filosofia Eat With Six Senses com menus deliciosos e nutritivos para que possamos encher seus pratos sem restrições de peixe fresco do Mediterrâneo, beterraba assada, amêndoas, tahine cru, mel de tâmara Samar e azeite de oliva a costelas de cordeiro defumadas Tabun, freekeh e couve de jardim, cada refeição é uma deliciosa celebração, seja servida no restaurante principal de Midian, no mezze do Edom View e local de tapas, salão Jamillah ou churrasqueira à beira da piscina.

Para quem aprecia algo ainda mais privativo e exclusivo podemos optar em escolher um chef particular para jantar na villa ou aventurar-se para desfrutar de um piquenique no deserto em estilo beduíno do Chef Amir Kalfon, acompanhado dos melhores vinhos da região e talvez vislumbrar um íbex núbio.



A parte difícil desta viagem foi a despedida deste lugar essencial para uma pausa.


Viajamos a convite da TTWLAB, seleto grupo de agencias de viagens de luxo que a Concierge de Viagem faz parte e TRAVEX nosso fornecedor em Israel que cuida de nossos viajantes, realizando seus sonhos.


Melhores meses para viajar a Israel


Maio – Abril – Setembro – Outubro


Onde ficar:


Tel Aviv


The David Tel Aviv - Kempinski

Combinando a tranquilidade à beira-mar com a movimentada cena cultural da cidade, o hotel é um verdadeiro santuário urbano. A primeira propriedade do grupo @kempinksi em Israel eleva ainda mais os padrões de hospitalidade local, com serviço impecável e experiências exclusivas.

As suítes são amplas, com janelas do chão ao teto, e os tratamentos do OKOA Spa prometem jornadas transformadoras de bem-estar. Os restaurantes são focados na diversidade culinária e contam com vistas apaixonantes do Mediterrâneo, tanto no bar da piscina como no sofisticado Sereia Lounge.


The Norman

No centro de Tel Aviv, cercada pela arquitetura Bauhaus


O Norman Tel Aviv compreende duas esplêndidas residências de 1920, situadas na proeminente King Albert Square, ambas cuidadosamente restauradas para manter a rica herança dos edifícios. Uma impressionante coleção de arte moderna, um lindo terraço com vista panorâmica da cidade, uma piscina de borda infinita, dois restaurantes gourmet não-kosher e um serviço impecável e descontraído adicionam o fator uau a este delicioso refúgio na cidade.


Os 50 quartos e suítes do The Norman Tel Aviv apresentam belos pisos de madeira e tons de cores suaves que incorporam um design elegante e contemporâneo.


The Jaffa, a Luxury Collection Hotel

O Jaffa, a Luxury Collection Hotel, situada nas charmosas vielas de Old Jaffa em um edificio restaurado do século XIX que já abrigou o Hospital Francês de Jaffa. Estrategicamente localizado perto do Mar Mediterrâneo e do porto histórico de Jaffa, atrações como o mercado de pulgas Shuk Hapishpeshim, Museu de Antiguidades e boutiques locais estão sempre a uma curta distância a pé.

Desfrute das delícias epicuristas feitas por nossos chefs no Golda's e experimente a serenidade do L.RAPHAEL Spa e o luxo personalizado de nossos 120 quartos e suítes requintados decorados pelo designer John Pawson.


Jerusalem


Mamilla Hotel

Conhecer suas lendas é fazer uma viagem por mais de três mil anos de história. Sua pluralidade está refletida nos rostos, nas vestimentas e em cada cantinho da cidade, dos souks até as regiões mais modernas como Mamilla. O boulevard Alrov Mamilla é um must para quem visita Jerusalém, com lojas, galerias de arte e edifícios estilosos, como o @mamillahotel. Mesclando tradicionalismo e contemporaneidade, o hotel fica próximo de atrações históricas como o Portão de Jaffa. As suítes são minimalistas, revestidas com pedras e madeira; o bar no rooftop é imperdível (tem uma vista linda da cidade antiga); e o spa é o refúgio para relaxar o corpo e os pés no final do dia, já que o destino nos convida a bater perna.


King David Jerusalem

O lendário King David Hotel tem uma das vistas mais impressionantes da Cidade Velha e fica no bairro exclusivo de Yemin Moshe. O sofisticado edifício de pedra calcária de design europeu, concluído em 1931, foi construído pela família egípcia-judaica Mosseri. Seus espaços nobres são adornados com motivos assírios, hititas, fenícios e muçulmanos, evocando um senso de história, adequado para um hotel que já foi palco de muitos eventos que mudaram o mundo.

A vibração em si é totalmente serena, com jardins paisagísticos e pinheiros ao redor da maior piscina da cidade. Todas as suítes têm vistas deslumbrantes das muralhas da Cidade Velha de Jerusalém.


The David Citadel

Oferecendo vistas deslumbrantes que você lembrará para sempre e mimos sem fim em um ambiente sereno e sofisticado. Aproveite o conforto de quartos espaçosos e luxuosos, repletos de agradáveis surpresas

Saboreie excelentes refeições em um resplandecente terraço com jardim, um paraíso para famílias e casais relaxarem e apreciarem momentos especiais. Com localização icônica conecta a Cidade Velha com a nova para que você possa passear por locais mundialmente famosos em seu lazer e experimentar facilmente as atrações mais desejadas de Jerusalém, tanto contemporâneas quanto antigas.


Shaharut


Six Senses Shaharut

Com paisagens naturais, sítios arqueológicos e uma das gastronomias mais celebradas do mundo, Israel reserva encantos que vão muito além de Tel Aviv e Jerusalém. Em meio aos cenários surrealistas do Deserto de Negev, o Six Senses Shaharut tem seu design inspirado na topografia da região e as vilas foram construídas nas rochas, com paisagismo de cactos e flores do deserto: um cenário de proporções bíblicas!

As atividades vão desde acampamentos noturnos e passeios de camelo, até oficinas de ioga, safáris de 4x4 e observação de estrelas - sem mencionar os tratamentos restauradores do Six Senses Spa.



Sabores de Jerusalem


Jerusalém está imperdível para os foodies! A cidade surpreende com sua gastronomia vibrante e chefs hiper criativos, que reinventam a culinária local. Quer saber onde comer em Jerusalém? Selecionamos 6 restaurantes que você precisa conhecer: Mamilla Rooftop:

O rooftop do @mamillahotel tem um menu de bistrô com massas frescas, shawarmas e pratos diretamente do “tabun” (forno de argila).

Mona

Elegante e moderno, serve cozinha francesa contemporânea com influências do Oriente Médio.

Adom

Italiano com um toque mediterrâneo, fica na antiga estação de trem da cidade e é famoso pelas massas, risotos e frutos do mar.

The Eucalyptus

No bairro artístico, este restaurante kosher serve interpretações modernas de receitas judaicas tradicionais.

Chakra

Culinária fusion mediterrânea, à base de peixes, carnes e saladas. O menu muda diariamente com base nos ingredientes mais frescos do mercado.

The Culinary Workshop

Inspirado na culinária israelense, proporciona uma experiência interativa. Os chefs estão sempre prontos a compartilhar suas técnicas e há workshops para quem quiser aprender mais sobre a gastronomia local.


Sabores de Tel Aviv


Claro

Localizado no Complexo Sarona, o Claro é um restaurante com um conceito da fazenda à mesa com uma atmosfera aconchegante e acolhedora. O chef Ran Shmueli, um dos chefs mais amados de Israel, utiliza produtos locais frescos com ingredientes criativos, tudo feito em sua grande cozinha aberta.


Messa

Graças ao seu belíssimo interior, o restaurante foi premiado como um dos cinquenta mais belos do mundo pela revista de design Wallpaper. A decoração contemporânea difere em cada área: enquanto o salão principal é marcado pelo uso de mármore branco, o espaço do bar foi ornamentado em preto. No menu, há a mistura de diversas influências internacionais.


NORTH ABRAXAS

Do chef celebridade Eyal Shani, é um restaurante movimentado, com uma atmosfera descolada e excelente gastronomia. O bar ao redor da cozinha aberta é um ótimo lugar para sentar e saborear o menu criativo e extremamente bem executado.


OCD

Para uma experiência gastronômica única, o elegante OCD serve um menu degustação de nove pratos, que incorpora sabores de todo o mundo. Há apenas 19 lugares dispostos em torno de um balcão, de frente para a cozinha aberta, para que os clientes possam ver cada prato sendo reparado.


POPINA

Se você gosta de surpresas e vários contrastes de sabor em cada prato, então vá para Popina, uma bela joia no romântico bairro de Neve Tzedek. Popina leva a comida criativa a um nível superior com obras-primas artísticas, frutos do mar excepcionais e uma atenção inspiradora aos detalhes. A cozinha aberta permite que você espreite os bastidores do artesanato do chef Orel Kimchi e sua equipe. Você encontrará opções como o risoto de filé de dourada e arroz negro com cogumelos rei recheados com salsa, tomate e parmesão, e fondue de alho-poró, ou a pizza de frutos do mar com creme de queijo de cabra, camarão, vieiras, tomilho e azeite de pimenta.


PRONTO

Da cozinha do jovem e aclamado chef David Frankel, a dedicação do Pronto a ingredientes sazonais, massas caseiras e elementos inspiradores em cada prato fazem com que este lugar se destaque dentre os restaurantes da cidade. Aninhado atrás da Avenida Rothschild, os aromas agradáveis ​​de marinara e parmesão fresco irão aguçar os seus sentidos. O restaurante oferece menu à la carte fixo e menus sazonais.





45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Logo_completo_Member of TTWGroup.png
instagram-icone-noir-01.png
+55 11 985919921

Av. Brigadeiro Faria Lima, 2355 - 20º andar - Jd Paulistano - Sao Paulo. SP

bottom of page